Autotransformador ou Transformador – O que você não Sabe? Qual é a Diferença?

Autotransformadores são transformadores de tensão de entrada em diversos valores de tensão de saída, esse tipo é oposto ao transformador, pois no transformador existem somente uma saída e uma entrada, já no tipo autotransformador temos a possibilidade de algumas tensões diferentes na saída.

Isso é possível pois um autotransformador é fabricado somente com uma bobina e um núcleo ferromagnético, essa bobina possui no lado da carga, ou seja, lado oposto a entrada de corrente, vários taps para configuração da bobina, dessa forma dependendo da posição do tap um tipo de tensão será gerado no aparelho.

Tipos de perda num transformador

Calculando as perdas de um autotransformador

Nos transformadores a energia no circuito secundário nunca pode ser igual à energia do primário, ou seja, o resultado de que sempre todos profissionais da área comentam, sempre há perdas num transformador. O enrolamento das bobinas executando sua função sobre ferro possui certas vantagens em baixa frequência de trabalho, já problemas causados pelo núcleo podem afetar outras áreas de seu transformador.

O magnetismo gerado pelo núcleo do autotransformador ou do próprio transformador pode gerar perdas por corrente parasitas, essa perda afeta no desempenho do seu transformador e no consumo de energia para realizar o serviço.

Analisando transformador vs. Autotransformador

Um transformador possui como característica principal e única de transformar o valor da energia de entrada para um valor único de saída, ou seja, transformar o valor de tensão da entrada que é dirigido para um circuito de uma forma que conecte a fonte de energia junto a carga, isso tudo através do determinado tap contido no enrolamento do transformador. O valor de tensão entre os taps na saída da bobina do transformador é gerado através do número de voltas contidas no enrolamento do transformador, esse fator do número de espiras da bobina é quem determina o valor de tensão na saída oposta a fonte de alimentação.

Em sua grande maioria os autotransformadores possuem as mesas capacidades de um transformador comum, existem algumas limitações de serviços que acompanham um autotransformador mas que não são obtidas em transformadores, como por exemplo a questão do isolamento do enrolamento. A falha nesse ponto no enrolamento de um autotransformador é criada uma tensão unida através de todo enrolamento, fazendo dessa forma com que a tensão de entrada seja a mesma na saída.

Caso o enrolamento dentro de um autotransformador foi fabricado em uma proporção que permita expelir uma tensão de saída igual a de entrada, então nesse caso se ocorrer uma inversão do autotransformador e for aplicado tensão da fonte na saída do autotransformador, esse então terá na sua entrada uma tensão bem maior do que a permitida em sua entrada. Essa variável que deve ser estudada com muito cuidado ao projetar um autotransformador, pois esse tipo de equipamento possui aplicação em circuitos e que por sua vez são combinados com outros e são ligados a outros autotransformadores, assim caso ocorra um erro de indicação e a alimentação do autotransformador ocorra pelo lado oposto ao da fonte, com muita probabilidade o circuito sofrera uma deterioração.

Como calcular a potência do seu autotransformador

Você sabe qual a diferença entre um transformador e um autotransformador. veja agora

Imagine que comprou um equipamento e a tensão dele não esta compatível com a rede fornecida pela concessionaria da sua região, esse cenário ocorre diversas vezes no mundo com pessoas que trocam de cidades e/ou estados.

Quando isso ocorre você já vai logo atrás de comprar um autotransformador, mas e ai qual transformador comprar? Como saber a potência?

Bom para isso ser solucionado sem que ninguém se mate, vamos te dar uma forcinha. A potência do transformador ou autotransformador é calculado sempre em função da demanda calculada para o mesmo, ou seja, a carga instalada e que em sua grande parte é sempre menor que a demanda.

Para realizar o cálculo devemos levar em consideração o fator de potência (FP), pois tanto a corrente quanto a tensão nos enrolamentos são limitações independentes, sendo assim faz necessário calcular a demanda aparente (VA), desse modo entendemos o motivo de que a capacidade dos transformadores ou autotransformadores são medidos em VA e não em Watts. Portanto seu cálculo ficaria da seguinte forma:

potencia-do-transformadorOnde:

  • W: Potência do aparelho em Watts;
  • FP: Fator de potência da demanda calculada, considerando até 30% em motores e até 70% em eletrônicos;
  • VA: Potência do transformador ou autotransformador em Volt Ampère.
Autotransformador ou Transformador – O que você não Sabe? Qual é a Diferença?
5 (100%) 1 vote

Comentários

comentários

Deixe um comentário