Como Instalar Eletrofita

Todos nós sabemos o quão trabalho é uma reforma na instalação elétrica ou até mesmo a instalação de um novo ponto de tomada em algum ambiente residencial ou comercial, tudo vai muito além do valor gasto com material e mão de obra especializada, pois é unanime a opinião das pessoas quando falamos em uma reforma, todos irão reclamar primeiro da sujeira e o trabalho que vai dar para rasgar uma parede, inserir o novo eletroduto e depois fecha-la e refazer o acabamento.

Pensando nisso, uma empresa no interior de São Paulo chamada J Davies criou um novo condutor, com um novo método de instalação, algo totalmente inovador, prático e tão seguro quanto uma instalação elétrica clássica, estamos falando da Eletrofita.

Vamos ver um pouco o que é eletrofita

Eletrofita é um material condutor de eletricidade que teve sua patente requerida em 2003 porém entrou no mercado para consumo somente em 2009. Eletrofita trata-se a grosso modo de uma dupla face condutora de eletricidade, isso mesmo você não leu errado, esse produto consiste em uma fita com material condutor de eletricidade e que pode ser aplicado em qualquer ambiente para diversas aplicações.

Esse produto possui um bom revestimento de policarbonato o que deixa um bom isolamento sobre ambas as faces da fita, já as lâminas condutoras são mais largas do que um condutor convencional, proporcionando assim um melhor fluxo da eletricidade e também uma ótima dissipação de calor.

A produção de Eletrofita é realizada por um processo não poluente o que a torna um produto ecologicamente correto desde a sua fabricação até sua instalação final, pois sua aplicação dispensa a produção de entulhos, ruídos ou vapores nocivos à saúde.

Onde podemos estar aplicando a eletrofita?

As Eletrofitas podem ser utilizadas tanto na ampliação de instalações elétricas existentes, quanto na reforma de prédios ou casas no reposicionamento de pontos de tomada e luz, podendo assim distribuir a rede elétrica em prédios novos onde os pontos são limitados pela construtora, e não se limitando somente pela distribuição da rede em paredes e tetos, esse material também pode ser aplicado em pisos e azulejos, porém nessas duas áreas é recomendado a instalação de disjuntores DR para que haja uma maior proteção de todo circuito elétrico e dos moradores.

Eletrofitas também estão sendo utilizadas em larga escala em restaurações de prédios históricos, pois pela sua versatilidade na instalação possibilita que a rede elétrica seja renovada sem que quebre nenhuma parede, além de claro o acabamento depois da instalação ser feito com a mesma característica do local restaurado, sem restrição de material, podendo ser até de saibro, pau-a-pique ou papel de parede, tornando assim esse material condutor totalmente invisível após sua aplicação. Enfim, para se ter ideia onde podemos utilizar as Eletrofitas veja a lista que preparamos abaixo de suas possíveis aplicações:

  • Abajures;
  • Aquecedores;
  • Ar condicionado;
  • Automação residencial;
  • Computadores;
  • Ferros elétricos;
  • Home theater;
  • Linhas para alarmes;
  • Luminárias;
  • Pontos de luz;
  • Refrigeradores;
  • Telefonia;
  • Televisores;
  • Tomadas;
  • Ventiladores

Fazendo a instalação

A instalação de Eletrofitas deve primeiramente seguir os mesmos conceitos de um condutor convencional, ou seja, utilizar o tipo certo para a aplicação desejada. As Eletrofitas possuem vários modelos e que equalizam de certa forma com os condutores convencionais, veja abaixo os modelos encontrados no mercado em rolos de 25, 50 e 100m com largura de 60mm e espessura de 0,5mm:

  • Duas Pistas, utilizadas em tomadas 2 pinos de 750V/20A, assemelha-se ao condutor de 2,5mm;
  • Três Pistas, utilizadas em tomadas 3 pinos de 750V/20A, assemelha-se ao condutor de 2,5mm;
  • Duas Pistas, utilizadas para iluminação 750V/15A, assemelha-se ao condutor de 1,5mm;
  • Três Pistas, utilizadas para iluminação paralelo 750V/15A, assemelha-se ao condutor de 1,5mm;
  • Quatro Pistas, utilizadas para áudio Home Theater, assemelha-se ao condutor de 1,0mm;
  • Duas Pistas, utilizadas para som, alarmes ou telefonia, assemelha-se ao condutor de 1,0mm;
  • Cinco Pistas, utilizadas em ventiladores de teto 750V/10A, assemelha-se ao condutor de 1,0mm.

eletrofita

Após a seleção da Eletrofita ideal o próximo passo é inspecionar o local onde a mesma será aplicada, pois se tratando de uma fita autoadesiva, o local da aplicação deve estar limpo, sem caroços, com uma pequena rugosidade para melhor adesão e claro sem umidade, pois esse fator influenciara e muito na aplicação do produto. Feito essa inspeção preliminar veja abaixo o passo a passo para instalação da sua Eletrofita:

  1. Destacar e cortar a isolação de policarbonato: Recortar à volta das lâminas de metal com estilete, delaminar somente com tesoura comum as faces superiores;
  2. Enrolar o metal condutor, com a face descascada para fora: lembre-se de limpar com um pano ou papel toalha o resíduo de cola do adesivo que fica no material condutor, pode ser utilizado algum produto de limpa metais como limoneno por exemplo;
  3. Deixar as partes enroladas em forma de gota e encaixar o conector de três saídas deslizando-o lateralmente;
  4. Conectar com a rede e destacar o papel protetor ao aplicar o lado com adesivo à superfície, acompanhando a linha traçada previamente feita com uma régua do ponto da fonte de captação de energia até o local do futuro ponto, garantindo assim o alinhamento desejado;
  5. Aplicar a tela de fibra de vidro TFV-100 sobre a Eletrofita, para uma melhor proteção mecânica evitando trincas na massa;
  6. Conectar a tomada externa ou um interruptor;
  7. Recobrir com massa e pintar com uma nova cor, aplicar um papel de parede ou até mesmo texturas e grafiatos.

instalação-da-eletrofita

Como Instalar Eletrofita
5 (100%) 1 vote

Comentários

comentários

2 Comments

Deixe um comentário