Quando considerar um circuíto desenergizado para o trabalho

A desenergização de uma rede elétrica é um conjunto de ações coordenadas, sequenciadas e controladas, destinadas a garantir a efetiva ausência de tensão no circuíto, trecho ou ponto de trabalho, durante todo o tempo de intervenção e sob controle dos profissionais envolvidos, conforme reza a NR-10.

Somente serão considerados desenergizadas as instalações elétricas liberadas para serviço mediante os procedimentos apropriados, que obedecem à sequência apresentada abaixo:

1 – Desligamento efetivo (seccionamento) da energia elétrica.

hqdefault

Efetuar o corte efetivo da energia elétrica através da ação de desligamento dos dispositivos de manobra, de forma a assegurar a desenergização de tudo o que afeta a zona de trabalho.

Em todo trabalho com energia elétrica devem ser utilizados os EPI’s e EPC’s necessários à tarefa.

2 – Impedimento da reenergização (bloqueio de religamento)

tag

Sinalização de segurança

images

Cadeado

Bloquear os dispositivos de manobra, por meio mecânico e seguro, de forma a impedir o religamento e a energização da zona de trabalho.

download

Bandeirola

3 – Comprovação de ausência de tensão

Constatar a ausência de tensão através de procedimentos e equipamentos apropriados à tensão de trabalho da rede elétrica em questão, de todos os circuítos, elementos e partes que direta ou indiretamente afetam ou interferem na zona de trabalho.

A constatação deve ser feita com equipamentos testados antes e depois da medição, pois o mesmo pode sofrer danos entre uma medição e outra.

images (1)

Utilizar o detector de tensão para a classe de tensão da rede elétrica.

4 – Aterramento temporário do circuíto ou conjunto elétrico, com equipotencialização¹ dos condutores dos circuítos

¹ Manter todas as fases e neutro no mesmo potencial, no caso, potencial do terra (zero volts).

Todos os circuítos, elementos ou partes colocados fora de serviço deverão ser curto circuitados e aterrados eletricamente.SDC10234

O conjunto de aterramento temporário deve ser sinalizado a fim de facilitar a sua visualização.

O aterramento deverá ser instalado em pelo menos dois pontos, um antes do ponto de trabalho e outro após, a fim de que o profissional ou equipe fique(m) isolado(s), e caso houver derivação de circuíto entre os aterramentos, um terceiro aterramento deverá ser instalado nessa derivação. Deverão ser instalados tantos aterramentos quanto forem necessários a fim de proteger o profissional ou a equipe.

5 – Sinalização

Proceder a sinalização e identificação de:SDC10248

  • bloqueios realizados;Rota de Fuga
  • restrições e impedimentos de acesso;
  • delimitação das zonas de risco e áreas de trabalho; e
  • áreas e vias de circulação.
Avalie esta Página

Comentários

comentários

Deixe um comentário