Instalação de Câmera – Fazendo o Serviço em 3 Etapas

Com a violência aumentando muitos estão se preocupando com a segurança do lar, o monitoramento de residências está muito comum nos dias de hoje e isso era algo que somente grandes empresas tinham, mas a necessidade de viajar a residência tanto por fora quanto por dentro vem tendo uma alta demanda, com isso vamos ajudar a você com apenas 3 etapas como instalar o seu sistema de segurança.

1ª Etapa: Analise da planta e dos equipamentos

Nessa etapa o primeiro ponto que deve ser observado é a planta da residência, com isso é recomendado que ao invés de ficar rodeando a casa e ver os melhores lugares para se instalar as câmeras externas e imaginar quantas serão necessárias você deve pegar a planta baixa da sua residência e analisar criteriosamente os pontos que devem ser instaladas as câmeras, desse modo você saberá com exatidão quantos dispositivos serão necessários para que não tenha nenhum ponto cego.

Após ter feito a estratégia de instalação das câmeras você deverá pesquisar agora sobre os dispositivos, digo pesquisar pois além de escolher os equipamentos que mais irão se adequar ao ambiente você deverá analisar a questão de custo.

Avisamos de início que é inviável comprar os equipamentos em locais diferentes e avulso, se você pesquisar vai achar o kit que deve conter 3 câmeras, o DVR (gravador) e os cabos para conexão das câmeras e do DVR. Com o kit em mãos você terá somente que comprar as câmeras extras se precisar.

As câmeras possuem diferença e isso é bom, pois você irá comprar aquela exata para cada aplicação, ou seja, existem câmeras para ambientes externos, ambientes internos, com fio e sem fio, algumas que fazem interação com smartphones e outras não, enfim tudo vai de necessidade e bolso, veja alguns exemplos:

  • Sem fio vs. Com fio: As câmeras sem fio são mais fáceis pois dispensam passagem de cabos, furos na parede e enfim, porém a imagem pode ser prejudicada de acordo com a distância que ela ficar do receptor, desse modo a escolha segue o critério da área coberta, ou seja, se for grande use fios se não vá de sem fio que é mais pratica;
  • Interna ou externa: Escolha bem esses modelos, pois câmeras que não são próprias para ambientes externos podem ser danificadas facilmente simplesmente por ação do tempo;
  • Sensor de movimento: Essas câmeras gravam somente quando ocorrem um movimento, poupando assim a memória do seu gravador;
  • Visualização remota: Essas câmeras possibilitam a visualizam pelo smartphone, tablete ou notebook seja qual for o lugar em que você estiver, tudo por intermédio de aplicativos.

2ª Etapa: Instalação das Câmeras de Segurança

A instalação em pontos externos você já decidiu no passo anterior utilizando a planta baixa, já para pontos internos você poderá optar em utilizar a planta baixa para definir o local onde a câmera deverá ser instalada, pois ela deve cobrir todas as entradas e saídas de forma nítida, e a instalação dela deve ficar no encontro das paredes com o teto e levemente inclinada, assim esse será o melhor ângulo do cômodo vigiado, mas claro que se seu melhor ponto for na parede única, basta você fazer a marcação e instalar no melhor ponto dessa parede, lembrando que o foco devera abranger a maior região possível.

A conexão dos cabos deverá ser feita com atenção para que não seja invertida e prejudique na gravação. O cabo de alimentação deve ser conectado a uma fonte de tensão, se possível próxima a câmera.

O cabeamento BNC é o cabo que conecta sua câmera em seu DVR, basta encaixar e girar a rosca para que seja feita a conexão, esse cabo possui ambos lados iguais, dessa forma facilita na instalação, basta plugar no local indicado em seu DVR. Já para os modelos sem fio você pode conectar o receptor diretamente a um computador e seguir os passos de configuração descritos no manual de cada fabricante.

Por fim, para conclusão das conexões, instale um monitor ao seu DVR para que seja feita a gravação e visualização das imagens, nesse passo você poderá utilizar o cabo que achar melhor.

3ª Etapa: Consolidação do Sistema

Você deverá estabelecer um local de fácil acesso para instalar sua central e nessa escolha opte por lugares onde os cabos irão passar de forma simples sem problemas e independente do número de câmeras que será a quantidade de cabos você vai precisar somente de um único DVR.

Na sua instalação você poderá optar pelo cabeamento RG59 ou RG6, esses cabos conhecidos como siameses possuem a função de vídeo e alimentação, sendo assim você não precisa se preocupar em instalar a sua câmera perto de fontes de energia, pois os cabos siameses vão da câmera até o DVR sem interrupção, cada câmera terá seu cabo e ele ao se conectar em seu aparelho já terá o vídeo e a alimentação necessária para a câmera.

Para a central de alimentação você poderá instalar uma caixa de distribuição e concentrar todas alimentações das câmeras e fazer a distribuição a partir de um único ponto.

A instalação dos cabos de vídeo deverão ficar sempre bem escondidos em canaletas e todos ligados em seu DVR. O DVR por sua vez faz a interação de todas as câmeras do sistema e possui em sua função a divisão de tela e foco individual caso o usuário optar.

Instalação de Câmera – Fazendo o Serviço em 3 Etapas
5 (100%) 1 vote

Comentários

comentários

Deixe um comentário