Você trabalha com Ventiladores industriais ? Leia isso agora

Antes de iniciarmos nosso artigo vamos entender melhor tecnicamente o que é ventilação, pois bem, ventilação industrial podemos entender como o processo onde retiramos ou fornecemos ar por meio natural ou mecânico, seja de algum lugar ou para algum lugar fechado. A finalidade do processo de ventilação limpar e controlar as condições do ar, para que dessa forma qualquer ser humano e/ou máquina conviva no ambiente sem prejuízo de ambas as partes.

Para se projetar a ventilação industrial adequada para o local requer muito conhecimento e criatividade por parte do projetista para que seja aproveitado ao máximo a melhor possibilidade de instalação.

Modelos de ventiladores industriais

Nos padrões industriais existem basicamente dois modelos de ventiladores: O Axial e o radial. O ventilador tipo radial é o mais comum e mais utilizado nas industrias, esse modelo é aquele cuja pá lembra uma hélice de helicóptero, em modelos de ventiladores residencial ou até mesmo encontrado no exaustor da cozinha. Esse modelo de ventilador pode ser empregado em três situações diferentes:

Ventiladores-industriais

  • Instalação em paredes para uso como ventilador ou exaustor;
  • Instalação de hélices-motor montado dentro de um trecho de duto e que com isso permite o acoplamento com outros dutos;
  • Instalação de aletas, utilizando a instalação anterior é acoplado aletas na saída das hélices, dessa forma é possível direcionar o movimento retilíneo do ar ao longo do duto.

Mudando para o tipo radial ou centrífugo como também é conhecido, isso pelo fato de que esse modelo possui como característica a aspiração do ar pelo centro. As pás nesse modelo são distribuídas de radialmente e com isso desenham um rotor parecido com um cilindro. Os ventiladores de ar radial têm um fluxo de ar de dentro para fora, operando semelhante a uma bomba centrífuga para líquidos.

O rotor desse ventilador industrial gira dentro de uma carenagem especial que guia o fluxo de ar para uma única direção de saída, o motor é instalado na parte externa desse conjunto e o acionamento do mesmo pode ser direto ou por auxilio de correias. A configuração das pás nesse modelo de ventilador influencia totalmente em sua aplicação, e elas podem ser configuradas da seguinte forma:

  • Pás radiais plana, são utilizadas em trabalho pesado, dissipando partículas abrasivas e em suspensão, com seu rendimento é baixo;
  • Pás curvas para trás, fornece ao sistema uma vazão média, utilizado para limpeza do ar, possui baixo nível de ruído, pressão elevada e rendimento médio;
  • Pás curvas para a frente, libera fluxo de ar com alta pressão e possui um rendimento médio, porém permite vazões altas se instalados dutos com diâmetros menores;
  • Pás curvas para frente com saída radial, com rendimento médio ele fornece alta pressão e vazão do fluxo de ar;
  • Pás de perfil asa, possui baixo nível de ruído e um bom rendimento, esse sistema é utilizado para circular ar limpo.

Instalação e manutenção dos ventiladores industriais

A instalação de ventiladores industriais ocorrera em sua grande maioria em redes trifásicas e isso não irá alterar muito o conceito utilizado em instalações de ventiladores residenciais, a diferença está que no tipo de ventilador industrial a opção de ventilar ou exaustar pode ser ditada invertendo uma das fases ao realizar a ligação, não precisando do auxílio do capacitor para realizar esse serviço como nos ventiladores residenciais, isso deve-se ao tipo de motor que é empregado nesse tipo de aparelho. Sendo assim, para instalação de um ventilador industrial você deve montar as partes mecânicas obedecendo o manual do fabricante e após essa etapa fazer a ligação do aparelho na rede elétrica.

Todo cuidado é pouco na hora de realizar a montagem do ventilador industrial, pois uma montagem desregulada pode influenciar até no consumo de energia da empresa, isso mesmo, imagine um carro, todo carro deve rodar sempre com os pneus bem alinhados e calibrados de modo a manter um consumo de combustível aceitável para cada modelo, caso contrário além dos desgastes mecânicos que ocorrem por esforços em demasia, o consumo também tende a elevar.

Com os ventiladores industriais isso não é diferente, esses ventiladores são movimentados por motores elétricos, esses por sua vez são muito sensíveis a sobrecarga de força, em um ventilador industrial por exemplo, o esforço dado pela resistência do ar é uma das influencias que podem aumentar o consumo de energia, porém sabemos que quanto a esse fator não temos muito o que fazer, porém, caso uma hélice esteja desbalanceada o motor terá um esforço maior para que possa girar na mesma frequência e conseguir emitir o fluxo de ar correspondente a sua capacidade, mas com esse esforço a mais do motor o consumo certamente terá um acréscimo.

Avalie esta Página

Comentários

comentários

Deixe um comentário