Responsabilidades do Profissional de Automação Industrial

Antes de iniciarmos falando sobre as responsabilidades de um profissional da área de automação industrial é interessante que alguns pontos sobre o tema sejam nivelados, assim torna a leitura completa para quem é da área, quem está iniciando e para aqueles que pretendem se ingressar da carreira de automação.

Automação industrial ou qualquer outro tipo de automação nada mais é do que uma junção de hardware, software e técnicas que irão tornar uma rotina mais rápida, eficaz, econômica e saudável.

Em boa as automações começam a acontecer dentro das industrias quando algum fator do processo esteja saindo do controle e é necessário adequá-lo para que o produto final continue cada vez mais sendo competitivo no mercado.

Dessa forma a automação industrial pode ser feita em máquinas ou equipamentos, processos de fabricação (linha de montagem é um bom exemplo) e até mesmo na garantia de segurança, seja essa humana, material ou até mesmo das informações de processo da companhia, pois na maioria das industrias o contato entre homem e maquina ficam cada vez mais íntimos, seja um completando o serviço para o outro ou, supervisionando, tudo isso vai além das questões mecânicas, quando falamos em automação a inteligência por de trás do hardware é o grande segredo do dispositivo de automação industrial.

Papel do responsável na automação industrial

Profissional-de-automação-industrial

Nessa área é empregado o uso de diversos dispositivos eletroeletrônicos, que por sua vez possuem logicas próprias e especificas para um determinado trabalho. É ai então que entra em cena o papel do responsável por automação industrial, esse profissional tem em sua frente o problema do cliente e as soluções, porém as soluções precisam de uma combinação exata para que o sucesso da resolução do problema seja alcançado. O profissional de automação industrial terá em suas mãos dispositivos como:

  • Sensores;
  • Atuadores;
  • Controladores analógicos;
  • Controladores Lógicos Programáveis (CLP);
  • Microcontroladores;
  • Sistema Digital de Controle Distribuido (SDCD);
  • IHM;
  • Nanotecnologias;
  • Circuitos Integrados (CI);
  • Componentes diversos de eletrônica (resistor, capacitor, transistor, indutor, etc.).

Esses equipamentos serão utilizados para realizar toda logica daquele processo ou equipamento que se deseja automatizar, sendo assim podemos falar que será o cérebro do seu sistema, basta você fazer um design de toda carenagem adequada para aquele processo. Em muitos casos uma boa estrutura de automação pode substituir por completo as tarefas humanas e ainda executar atividades que nenhum humano poderia conseguir com a mesma exatidão da máquina.

Possíveis locais para automação Industrial

Quando falamos na questão de automação todos logo pensam nas indústrias automobilísticas com aqueles robôs que fazem várias operações como solda, pintura, transporte, identificação, enfim, o veículo se movimenta por robôs, e isso acontece pelo fato de que esse ramo é o que mais exige velocidade com precisão e dessa forma os robôs são as melhores saídas no processo produtivo da indústria. Mas nós vamos te mostrar que existem muitos ou processos que também aproveitam da tecnologia em sua linha de produção, veja:

Aplicação da automação industrial

Industria automobilística

  • Processo de estamparia;
  • Máquinas de solda;
  • Pintura;
  • Transporte.

Industria química

  • Dosagem de produtos para mistura;
  • Controle de PH;
  • Estação de tratamento de efluentes.
  • Industria de mineração
  • Britagem de minérios;
  •  Usinas de pelotização;
  • Carregamento de vagões.

Industria de celulose

  • Corte e descascamento de madeira;
  • Branqueamento;
  • Corte e embalagem

Processo de embalagem em qualquer indústria

  • Etiquetado;
  • Agrupado;
  • Lacrado;
  • Ensacado.

A automação industrial nos dias atuais é visionada pela robótica, porém a automação é muito presente também nos processos de controles, no qual podemos observar em industrias químicas, petroquímicas e farmacêuticas, onde há necessidade de controles de vazão pressão e dessa forma é utilizado os transmissores de sinais.

Uma automação ocorre quando todo equipamento e/ou processo que foi construído para trabalhar padronizado e com uma rotina interrupta é conectado a barramentos de rede, ou seja, todas informações circuiladas nessa lógica toda criada pelo profissional de automação deve ter um protocolo de endereço para que nada seja perdido e toda informação trafegue pela rede de uma forma rápida e segura, dessa forma exitem alguns tipos de protocolos tais como:

  • CAN OPEN
  • FIELDBUS
  • INTERBUS-S
  • MODBUS
  • PROFBUS
  • DEVICENET
  • SSI
  • STD32

Estes protocolos possuem como função principal enviar as informações para uma central de supervisão, sinais para atuadores do sistema, ou seja, realizam o serviço de indicar algo e/ou controlar dispositivos no sistema. A partir desses protocolos é que existem os supervisores remotos nas áreas administrativas, onde mesmo distante do processo você consegue acompanhar tudo o que acontece em tempo real.

Avalie esta Página

Comentários

comentários

One Response

Deixe um comentário