Saiba Como Identificar Erros no Reator Eletrônico

Passam os tempos, as tecnologias na iluminação avançam, saímos das incandescentes, passamos para lâmpadas fluorescentes compactas e junto delas as lâmpadas fluorescentes longas com reator eletronico, mas mesmo assim, quando sua luminária resolve ficar na escuridão e deixar você nas trevas a primeira a ser culpada é a lâmpada.

Porém, por algumas vezes você pode errar, e se o motivo da ausência de luz não for um problema da rede ou então de mau contato na sua luminária a falha com certeza estará em seu reator eletrônico, equipamento esse com objetivo único de manter a luminosidade estabilizada de maneira a evitar oscilações na corrente que podem ocasionar o superaquecimento ou até mesmo baixo desempenho da sua lampa. E daí então vem a boa pergunta, como identificar o problema no reator eletrônico? Como sei que meu reator está prestes a me deixar na mão? Pois bem, nesse artigo vamos dar à luz para seus problemas.

Como saber se o problema esta no reator eletrônico

identificando erros no reator eletrônico

Antes de tudo observe o funcionamento da sua lâmpada, claro se ela ainda estiver acendendo, se a intensidade de luz estiver bem abaixo do normal provavelmente a lâmpada não está recebendo uma quantidade de corrente elétrica ideal para seu funcionamento, e dessa forma há grandes chances do seu reator estar pedindo socorro.

Como testar reator eletrônico

Ao contrário dos reatores comuns, que era fabricado com uma bobina sobre um núcleo de ferrite, os reatores eletrônicos são formados por um circuito complexo com diversos componentes eletrônicos que juntos fazem o trabalho de manter sua lâmpada funcionando em perfeito estado. Dessa forma, enquanto nos reatores comuns bastava fazer um teste de continuidade com seu multímetro nas saídas da bonina, os reatores eletrônicos demandam mais conhecimento e calma para poder encontrar o componente com falha, ou seja, para encontrar o erro deve-se testar cada item no circuito eletrônico do seu reator. Vamos listar aqui algumas das verificações que você pode estar fazendo em seu reator e dessa forma substituir somente o componente danificado e não todo o aparelho:

  • Verificar sinais de tensão na entrada: Antes de tudo, meça com seu multímetro como está a tensão que chega até seu reator e verifique se não nenhum mau contato na condutibilidade ou oscilações na rede, dessa forma já garante o sinal de entrada no seu sistema;
  • Verificar sinais de tensão no reator eletrônico: Após verificado o sinal de entrada de tensão alimente seu reator eletrônico e meça as saídas par lâmpada, dessa forma você vai confirmar antes de abrir seu aparelho como está o sinal de tensão fornecido para lâmpada, meça também entre reator e a carcaça da luminária para analisar se existe alguma fuga de correte;
  • Resistividade e condutância dos componentes: Após analisado a área externa e não evidenciado nenhum problema o negócio é abrir seu reator eletrônico e medir cada resistor, diodo, capacitor, boninas e etc. Enfim meça com seu multímetro a condutibilidade de cada componente e dessa forma com certeza irá encontrar aquele que ficou aberto e está interrompendo o bom funcionamento do seu circuito.
Saiba Como Identificar Erros no Reator Eletrônico
2.5 (50%) 2 votes

Comentários

comentários

One Response

Deixe um comentário