Uso e Aplicação do Reostato no Setor Elétrico

Um componente eletrônico que as vezes é confundido com um outro famosinho da eletrônica e que acaba gerando algumas boas discussões no mundo da elétrica é o Reostato. Pergunto, você conhece a fundo sobre esse componente?

Nesse artigo iremos dar uma breve explicação sobre o reostato, um componente muito utilizado, que possui funções úteis e práticas no dia a dia de trabalho e que pode ser empregado em inúmeras situações, tudo irá depender da necessidade atual e o quanto financeiramente o projeto pode ser econômico.

O que é Reostato

Reostato basicamente é um dispositivo usado quando há necessidade de variar a resistividade de algum circuito elétrico sem que o mesmo seja interrompido, ou seja, chegar nos limites máximos e mínimos do circuito.

O reostato nasceu no século 19 por Charles Wheatstone, um inventor britânico, diz a história que o reostato nasceu quando Charles trabalhava em um circuito eletrônico e ao fazer testes com valores diferentes de resistência percebeu que ali existia a necessidade de um componente fixo porem que pudesse variar durante um trabalho.Funcionamento e aplicação do reostato no setor elétrico

O funcionamento do reostato se baseia em variar a corrente dos circuitos elétricos, ou seja, controlar as correntes através da resistência do circuito, sendo assim, quando uma corrente encontra baixa resistência ela entrega todo valor dado pelo circuito, já o oposto, quando encontra uma resistência elevada a corrente diminui sem chegar a zero. Dessa forma em diversas aplicações da elétrica pode-se utilizar o reostato e atender as mais diversas necessidades.

Tipos e aplicações de reostato

O reostato mais simples possui sua formação sendo uma bobina ou então pode ser uma haste de arame, há um cursor de cobre ou seletor móvel que percorre o decorrer da bobina ou haste, com isso cria-se uma resistência maior ou menor de acordo com a sua posição, ou seja, conforme a posição do cursor vai para um ponto de maior resistividade ele impede a passagem da corrente elétrica.

Os reostatos são uma das variações de potenciômetros sim e por isso iniciamos o artigo falando que esse componente era confundido com outro. Comercialmente os reostatos possuem uma blindagem para que possam resistir o maior tempo possível com as variações climáticas ou nas condições do local em que são aplicados.

Aplicação do reostato

Uma aplicação bem usual por todos está no rádio, ao aumentar e diminuir o som estamos ali trabalhando com um reostato, onde ao aumentar o volume do som estamos diminuindo a resistência do reostato, ou seja, ocorre ali o aumento e diminuição do local onde o cursor se encontra no reostato.

Outra aplicação simples e comum é o dimmer, nele é possível controlarmos a intensidade de luminosidade das lâmpadas, sendo assim com uma lâmpada você consegue várias intensidades de luz, deixando assim o ambiente mais claro e atencioso ou então mais escuro e relaxante.

Enfim, o reostato é um componente eletrônico bem utilizado na elétrica, podemos com ele resolver alguns problemas que ocorrem no dia a dia e que há a necessidade de variar um volume de som, um fluxo de água, uma rotação de motor, enfim, pode-se aplicar em todos os tipos e níveis de controle, basta escolher o reostato que mais se adequa em seu projeto.

Uso e Aplicação do Reostato no Setor Elétrico
4 (80%) 1 vote

Comentários

comentários

Deixe um comentário