Como e porque é formado o arco elétrico

Arco elétrico ou então o velho conhecido dos eletricistas o arco voltaico; você saberia explicar como e por que esse fenômeno ocorre? E mais saberia me dizer se esse fenômeno daria para utilizar em algum processo e ferramenta? Ou ainda, o que nossa norma de segurança NR- 10 diz a respeito desse fenômeno elétrico?

Pois bem, aqui nesse artigo publicado no Saber Elétrica vamos entender melhor sobre arco elétrico e como tudo acontece, conhecer sobre algumas aplicações e produtos que fazem uso desse fenômeno e também entender melhor os cuidados que se deve tomar.

Princípios do arco elétrico

como-forma-o-arco-voltaico

A formação do arco voltaico se dá devido a ruptura dielétrica de um gás produzindo assim a descarga de plasma

Bom, arco elétrico podemos começar dizendo que ele em vias gerais pode sim ser considerado o resultado de um processo muito conhecido entre os eletricistas, o curto circuito, ou seja, basicamente esse fenômeno elétrico ocorre devido uma ruptura dielétrica de um determinado gás que por consequência fará uma descarga de plasma.

O Arco elétrico é um fenômeno tão forte e importante que ao analisarmos vemos que ele consegue romper a isolação feita pelo ar e conduzir elétrons de um eletrodo ao outro através de um fluxo de corrente.

Nesse fenômeno existem dois fatores primordiais para que ele aconteça que é o tipo do gás e pressão no local, com isso podemos perceber logo de cara por que cada arco elétrico possui temperaturas e brilhos diferentes.

Existe ainda o famoso relâmpago, que nada mais é do que um Arco elétrico no ambiente natural, os relâmpagos ao contrário do arco elétrico formado por eletrodos com a passagem de corrente elétrica, ocorrem através da eletricidade que é gerada no ar por meio da estática e atrito e se desloca até o chão ou então entre as nuvens, tudo depende da carga mais propicia e o caminho mais fácil a se percorrer pela corrente elétrica criada naquele instante.

Aplicações comerciais do arco elétrico.

Alguns produtos existentes hoje no mercado utilizam esse fenômeno de arco elétrico como base de funcionamento, isso acontece pois num arco elétrico podemos utilizar algumas de suas características que podem ser o brilho ou a temperatura, sendo assim encontramos a tecnologia do arco elétrico empregado em:

  • Lâmpadas de arco voltaico;
  • Lâmpadas fluorescentes;
  • Lâmpadas de vapor de mercúrio e sódio;
  • Lâmpadas de câmaras de flash;
  • Letreiros de neon;
  • Monitores de plasma;
  • Projetores de filme;
  • Holofotes;
  • Corte a plasma;
  • Soldagem;
  • Forno;

Os sistemas de iluminação funcionam basicamente da seguinte maneira. Em um recipiente de vidro ou até em alguns casos de plástico, nesses recipientes é geralmente criado um vácuo e adicionado um gás, com isso é possível criar arcos elétricos de alta pressão. Outro ponto é a pressão, em muitos casos a pressão fica única a todo momento, porém dependendo da aplicação e para determinar o resultado do arco é possível inserir um controlador de pressão e obter diferentes tipos de arcos elétricos.

Nas industrias é possível encontrarmos alguns fornos de arco voltaico, esses equipamentos funcionam empregando uma temperatura muito elevada nos metais que no forno são inseridos e com isso é possível fundir metais de forma mais rápida e utilizando menos energia se comparado com um alto-forno, esse processo é muito comum em empresas que realizam a recuperação de metais sucateados.

Uma outra aplicação muito comum e essa o arco elétrico é visível em todas suas formas e suas características são amplamente visíveis, é o processo de soldagem. Nesses equipamentos são utilizadas hastes de metais que ficam eletrificadas por meio de uma fonte de alimentação, com isso é colocado um eletrodo nessa haste de metal e ao encostar num outro metal é realizada a fusão de ambos, isso acontece pois o calor gerado é tão alto que realiza a fusão dos materiais. Esse processo também pode ser realizado para efetuar cortes.

NR-10 e suas recomendações para o arco elétrico.

Vimos que esse fenômeno possui uma potência que se não tomarmos cuidado em manipula-la ou então projetar algo podemos ter sérios acidentes, com isso a NR-10 no item 10.2.9.2 relata todos os cuidados necessários, as vestimentas adequadas considerando todas as aplicações, seja ela inflamabilidade, condutibilidade ou até mesmo influencias eletromagnética.

Sendo assim caros profissionais, toda leitura e precaução são válidas para poder trabalhar com mais segurança, e claro sem sombra de dúvidas arcos elétrica natural podem sim queimar nossos aparelhos eletrônicos.

Como e porque é formado o arco elétrico
4.9 - 16 Votes

Comentários

comentários

Sobre o autor | Website

O Saber Elétrica é um canal educativo e informativo que vem com objetivo de compartilhar um conteúdo dinâmico e didático sobre o mercado de trabalho voltado a setor da energia e eletricidade com foco nos setores da eletreletrônica e da eletrotécnica.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.